Instituto Pedro Nunes
IPN     IPN Incubadora

PTTI
Iniciativa Nacional de Transferência de Tecnologia do Espaço

Desafio

A ESA regista já mais de 200 tecnologias espaciais transferidas e a criação de várias startups europeias com projecção em mercados internacionais. Em Portugal, a indústria espacial tem vindo nos últimos anos a desenvolver tecnologia de ponta aplicada com sucesso em várias missões espaciais. Desse esforço podem resultar benefícios para outras áreas, com o uso dessa tecnologia em projectos para a saúde, logística, transportes ou indústria automóvel, entre outros.

Solução

O programa PTTI visa reforçar a competitividade da indústria espacial portuguesa e promover a inovação tecnológica, apoiando e facilitando a transferência de tecnologia espacial existente para sectores não espaciais. Foi realizado um concurso para financiamento de projectos Demostradores e de Estudos de Viabilidade, dirigido a organizações portuguesas que trabalhem e desenvolvam tecnologias na área espacial. Foram financiados 9 projectos (6 Demonstradores e 3 Estudos de Viabilidade) que transferiram tecnologias espaciais para outros 7 sectores: automóvel, ferroviário, logística, dispositivos médicos, isolamento de condutas, energias renováveis e de aplicações para veículos aéreos não tripulados. O PTTI apoiou as seguintes entidades: Active Aerogels, Critical Software, DEIMOS Engenharia, Evoleo Technologies, GMVSkysoft, ISQ, LusoSpace e UNINOVA.

Referência do projecto

-

Financiamento

Agência Espacial Europeia (ESA)
Agência Espacial Europeia (ESA)

Duração

2012-2014

Consórcio

Instituto Pedro Nunes (IPN); Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT); Agência Espacial Europeia (ESA).

Website

http://ptti.ipn.pt

Palavras-chave

Transferência de tecnologia, tecnologia do espaço, mercados não espaciais