Instituto Pedro Nunes
IPN     IPN Incubadora
Projeto SAM - Smart Active Mould
Geral
Incentivos
Laboratórios de I&DT
 

O Instituto Pedro Nunes, através do LED&MAT (Laboratório de Ensaios, Desgaste e Materiais) e do LAS (Laboratório de Automática e Sistemas) é parceiro do projeto SAM - Smart Active Mould.

“Estudar e desenvolver uma solução inovadora para medir e controlar dinamicamente a temperatura do molde durante o processo de injeção” é o principal objetivo deste projeto, cofinanciado pelo COMPETE 2020, comenta Jorge Laranjeira, da Moldit, Indústria de Moldes S.A..

Cofinanciado pelo COMPETE 2020, o projeto SAM – Smart Active Mould tem como objetivo investigar uma solução inovadora ao nível do molde para controlar dinamicamente a temperatura do processo de moldação por injeção de peças poliméricas.

A nova abordagem suporta-se em novas tecnologias de revestimentos finos e de fabrico aditivo, para proporcionar aumentos da qualidade da moldação sem defeitos ou distorções, reduções no tempo de fabrico das peças, possibilidade de processamento de novos materiais e produtos com especificações mais complexas e exigentes.

A nova solução consubstancia um salto tecnológico, já que é pioneira na integração das diferentes tecnologias num único produto direcionado para a moldação por injeção de componentes poliméricos de elevada qualidade observados em produtos de gama alta.

Este projeto integra, no seu consórcio, duas entidades empresariais - Moldit e TEandM - e quatro entidades não empresariais do Sistema de Investigação e Inovação, designadamente, o CENTIMFE, o IPCA (Instituto Politécnico do Cávado e do Ave), o IPN (Instituto Pedro Nunes) e a Universidade do Minho.


Smart Active Mould: Otimização do desempenho térmico da moldação por injeção

Em declarações ao COMPETE 2020, Jorge Laranjeira, da Moldit, Indústria de Moldes S.A. sintetiza a estratégia levada a cabo pela empresa e a importância do apoio do COMPETE 2020 no âmbito do projeto “Smart Active Mould: Otimização do desempenho térmico da moldação por injeção” que visa investigar uma solução inovadora ao nível do molde para controlar dinamicamente a temperatura do processo de moldação por injeção de peças poliméricas.

“Um dos sistemas críticos de um molde é o sistema de controlo de temperatura. Este sistema é o principal piloto do tempo de ciclo: quanto mais eficiente, mais reduzido será o tempo necessário para produzir uma peça. O dimensionamento deste sistema é, ainda hoje, empírico o que se traduz negativamente em tempo de ciclo mais longo, baixa qualidade devido a distorções, empenos, linhas de fluxo, defeitos visuais, etc.

O projeto “SAM – Smart Active Mould”, é um projeto I&DT em copromoção dinamizado pela Moldit, Indústria de Moldes S.A. com o apoio do COMPETE 2020. Este projeto tem como objetivo estudar e desenvolver uma solução inovadora para medir e controlar dinamicamente a temperatura do molde durante o processo de injeção.



Data

16 de Abril de 2018