Instituto Pedro Nunes
IPN     IPN Incubadora
Coimbra recebe AAL Forum
Geral
Laboratórios de I&DT
Notas de Imprensa
Transf. Tecnologia e PI
 
Realizou-se na passada semana o Active and Assisted Living Forum 2017 (AAL Forum), um dos maiores eventos europeus no âmbito do envelhecimento ativo e saudável aliado à utilização de novas tecnologias e sistemas inteligentes, fórum este organizado pelo Instituto Pedro Nunes (IPN).

A abertura do Fórum contou com a presença de Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, de Rafael Medina (Presidente do programa AAL), do Vice Reitor da Universidade de Coimbra,da CCDR, dde Ana Abrunhosa (CCDR), de Miguel Gonzales-Sancho (Head of Unit DG Connect), Amilcar Falcão (IPN) e Teresa Mendes (IPN), .





A Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa sublinhou que Portugal é o quarto país mais envelhecido da Europa. “A pergunta que se coloca é: como melhorar a qualidade de vida das pessoas mais velhas? As respostas tradicionais já não são suficientes”, referiu. “Temos de ser mais inovadores, encontrar novas respostas que dependem da inovação não só tecnológica, mas também social”, afirmou.



O AAL Forum deu a conhecer os últimos avanços na área das Tecnologias da Informação e Comunicação que podem contribuir para a redução da distância entre a tecnologia e a população idosa, com ênfase na promoção da independência e vida social dos mais velhos e na optimização dos gastos em saúde e apoio social.
Cerca de 800 participantes encheram as salas do Convento de são Francisco, entre eles vários profissionais envolvidos no setor de tecnologia para o envelhecimento, prestadores de cuidados sociais e de saúde, investidores e decisores internacionais e nacionais no domínio da saúde, apoio social, tecnologia e inovação.

Este ano, o AAL Forum promoveu o envolvimento dos utilizadores finais (idosos) através da criação do “Stand Award”. Este prémio teve como júri 100 idosos da região Centro, a maioria de Coimbra. Isto foi possível através da parceria criada com o Ageing@Coimbra, Região Europeia de Referência para o Envelhecimento Ativo e Saudável.



O Instituto Pedro Nunes esteve também presente com um stand no qual apresentou alguns projetos desenvolvidos no âmbito do envelhecimento ativo pelo Laboratório de Automática e Sistemas. Entre esses projetos estava o CogniWin, um sistema inovador e personalizado para motivar os idosos a continuarem ativos e produtivos no seu ambiente laboral, melhorando a sua eficiência através de diversos componentes de software (assistente de tarefas, assistente de bem-estar) e dispositivos (rato inteligente com sensores, sistema de seguimento do olhar). O CogniWin ajuda os idosos a superar eventuais dificuldades relacionadas com a diminuição gradual da memória e das capacidades cognitivas, ao mesmo tempo que contribui para aumentar as suas potencialidades de aprendizagem, resultando numa melhor aceitação da mudança organizacional e da infraestrutura. Este projeto funciona em consórcio na Universidade de Geneva (CH), Microsoft (PT), Orbis (NL), AIT (AT), ArgYou (CH), Ingenieria y Soluciones Informaticas (ES) e Citard (CY).






Data

13 de Outubro de 2017