Instituto Pedro Nunes
IPN     IPN Incubadora

PTDC/DTP-FTO/0191/2012
Desenvolvimento de um biossensor electroquímico para avaliação da relação estrutura-actividade do proteassoma e identificação de inibidores proteassómicos

Desafio

O objectivo do projecto é a caracterização da superfície de eléctrodos modificados com o proteasoma para a compreensão da morfologia de superfície e das reacções de transferência de carga que ocorrem na interface e a detecção por métodos electroquímicos da actividade enzimática e a sua inibição.

Solução

A organização do proteasoma 26S a partir dos seus elementos constitutivos 19S e 20S e a interacção com inibidores e complexos biomoleculares envolve modificações estruturais que alteram o correcto funcionamento da enzima. A investigação electroquímica e por microscopia de forca atómica introduz novas possibilidades para compreender os processos biológicos atrás das subunidades proteasssómicas e os factores que influenciam a sua interacção. A detecção electroquímica da degradação de péptidos sintéticos catalisada pelo proteasoma permite a avaliação a força da interacção com os substratos enzimáticos, a cinética e a eficiência da enzima. A capacidade inibidora de ligantes com potencial anticancerígeno pode ser determinada.

Referência do projecto

PTDC/DTP-FTO/0191/2012

Financiamento

Fundação para a Ciência e Tecnologia
Fundação para a Ciência e Tecnologia

Duração

2013-2015

Palavras-chave

Proteasoma, cancro, inibidor, electroquímica