Instituto Pedro Nunes
IPN     IPN Incubadora

IPN/LED&MAT/2018/CON2

Referência

IPN/LED&MAT/2018/CON2

Unidade

Laboratório de Ensaios, Desgaste e Materiais

Área Científica

Ciências e Engenharia dos Materiais

Local de Realização

Coimbra

Apoio

Apoios

Orientador

Teresa Vieira

Instituição do orientador

Universidade de Coimbra

Categoria do orientador

Professor catedrático

Objectivos

O presente projecto visa a incorporação de resíduo de casca de ovo sem membrana, na indústria de produção de tintas e papel substituindo o carbonato de cálcio (C.C.) de origem geológica pelo biogénico, que permitirá conseguir C.C com um custo energético inferior, pois os montantes associados à extracção e moagem são fortemente reduzidos no caso da casca de ovo. O principal foco da investigação industrial incide sobre o aproveitamento das características sui generis da casca de ovo, como seja por exemplo, a sua morfologia, conferindo a este filler características que são insuperáveis em processos naturais/sintético, incrementando propriedades aos produtos finais.

Tema do plano de trabalhos

A recuperação e valorização de resíduos para incorporação em produtos de outros sectores

Plano de trabalhos

A recuperação e valorização dos resíduos gerados por qualquer indústria são, nos dias de hoje acções pelas quais nos devemos preocupar para o bem-estar da Biosfera. A percepção comum de "resíduo" é de algo que não pode ser aproveitado nem valorizado, descartando a hipótese da sua reintrodução no mercado. Para alterar este conceito e tendo em consideração o tema da Economia Circular, um resíduo tem que ser visto como um produto inovador, substituindo, em parte ou mesmo na totalidade, as matérias-primas originais.
O carbonato de cálcio (C.C) é, em geral, considerado como o principal componente de rochas como os calcários e surge como uma matéria-prima utilizada em diversas indústrias, nomeadamente na do papel e tintas. Em geral, as indústrias utilizam o C.C. de origem geológica e C.C. precipitado, como filler e pigmentação. No entanto, há outras origens de calcite as denominadas biogénicas, como é o caso dos cirrípedes e dos ovíperos, como galinha. A casca de ovo das galinhas tem uma percentagem de calcite da ordem dos 95-96%. Neste ultimo caso, pela utilização do ovo directa ou indiretamente na alimentação do Homem, torna evidente a existência de quantidades muito significativas de resíduo de cascas de ovo, não aproveitado, e na maior parte dos casos enviado para aterro (PT-dezenas de toneladas/ano).
O plano de trabalhos abrangerá o estudo e desenvolvimento dos processos de recuperação e valorização destes resíduos através de trabalho de IDT à escala laboratorial e correspondente transposição para meio industrial.

Tipo de bolsa

BI - Bolsa de Investigação

Montante

980.00 €

Renovável

Sim

Método de pagamento

concurso.mensal

Duração

12 meses

Número de bolsas

1

Destinatários

Mestre em engenharia do ambiente, materiais ou afins, preferencialmente com experiência laboratorial e conhecimentos na área de recuperação de resíduos, e com conhecimentos em técnicas de caracterização de materiais.
Será dada especial relevância à experiência laboratorial na área temática do concurso.

Documentação a entregar

a) Cópia de documento de identificação válido (Cartão de Cidadão, Bilhete de Identidade ou Passaporte);
b) Curriculum Vitae do candidato;
c) Certificados de habilitações de todos os graus académicos obtidos, com média final e com as classificações em todas as disciplinas realizadas;

Data de anúncio

2018-11-27

Data de início para entrega de candidaturas

2018-12-12

Data limite para entrega de candidaturas

2018-12-26